Aptho

Transtornos Mentais

  • Identificamos o Transtorno  Psiquiátrico quando há sofrimento mental, com perturbação do pensamento, do humor, dos relacionamentos, dos comportamentos, etc.
  • O sofrimento pode ter origem fisiológica, ou funcional com manifestações severas.
  • Os Transtornos Mentais são descritos por suas características psicopatológicas.
  • O objetivo das psicoterapias  é minimizar o sofrimento e favorecer a re integração  do individuo ao meio.
 
Alguns Transtornos Mentais:
 
Transtornos Alimentares:
  • São severas perturbações no comportamento alimentar que ocorrem em qualquer idade, inclusive nas crianças.
  • São mais prevalentes em adolescentes.
 
Anorexia Nervosa:
  • recusa do individuo a se alimentar para manter um peso corporal na faixa mínima esperada.
 
Bulimia Nervosa
  • ingestão exagerada de alimentos seguida por sentimento de culpa e, para prevenir o aumento de peso ocorre a auto indução do vomito, ou a ingestão de laxantes e diuréticos.
  • São diagnósticos graves que devem ser atendidos pela equipe interdisciplinar. Associada a terapia familiar, assistência psicológica e psiquiátrica.
 
Depressão
  • É um transtorno que afeta o bem estar físico, provoca cansaço, alterações do sono, mudanças do apetite, no animo no pensamento e no comportamento. 
  • Diminui a auto estima, a concentração, a memória. Causa inquietação, irritabilidade, como se todo o mundo estivesse indisponivel.
  • Compromete a vida pessoal e profissional, deve ser diagnosticada e submetida a psicoterapia pois são frequentes os pensamentos auto destrutivos.
 
Ansiedade, Estresse:
  • É caracterizada por sentimentos subjetivos de preocupação, medo ou antecipação de problemas e de perdas,pode envolver hipervigilância e evitação de situações geradoras de ansiedade.
  • São frequentes os sintomas físicos como taquicardia, dores no corpo, tontura, náusea
  • Diminuição do desejo sexual, disturbios do sono e do apetite insegurança.
 
Transtorno Bipolar
  • Esse transtorno é caracterizado por alterações de humor, com alternância entre episódios de depressão e episódios de mania.
  • São alternâncias mais duradoras do que as experiênciadas no cotidiano, causam sofrimento pessoal e comprometem as relações sociais e profissionais.